Google altera exibição de publicidade para campanha política na Europa

[ad_1]

O Google anunciou que vai modificar a forma como exibe anúncios durante a campanha para o Parlamento Europeu, em maio. A companhia diz que toda a qualquer publicidade que cite um movimento político ou partido terá seu autor ou financiador identificado.

A companhia também vai elaborar um relatório para exibir o local de origem do financiamento publicitário e elencando as organizações e pessoas que veicularam publicidade política através de suas plataformas. Segundo a empresa, o objetivo seria tornar mais transparente a disputa política e equilibrar a balança entre conteúdo informativo e boataria.

A notícia, no entanto, recebeu críticas de ativistas dos direitos digitais. Eles advertem que muitas das fake news podem não citar políticos ou partidos diretamente. Ressaltam que nas campanhas recentes, com as eleições para o Congresso nos EUA recém terminadas, partidos lançaram mão da criação de perfis falsos para simular cidadãos elogiando candidatos e uso de bots em redes sociais.

E, ainda, que empresas de fachada podem ser criadas para maquiar a identidade do verdadeiro financiador de uma campanha. O Google rechaça esta possibilidade, no entanto. Afirma que vai dispor de um sistema de verificação da identidade do verdadeiro financiador. Mas não detalhou como funcionaria tal sistema.

O Facebook, que anunciou medida semelhante meses atrás e que lançaria, no Reino Unido, um sistema de identificação de anunciantes. Mas o sistema se mostrou fácil de burlar, e a implementação teve de ser adiada.

O Parlamento Europeu é formado por 705 deputados eleitos por cidadãos em todos os países do bloco, que tem 350 milhões de eleitores.

[ad_2]

Source link

Administrador AcessoWi-Fi.com – Gerente UnicoHost Soluções Web – Engenheiro de Redes

Julio Rossoni

Administrador AcessoWi-Fi.com - Gerente UnicoHost Soluções Web - Engenheiro de Redes

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.